CHOVEU? CUIDADO COM A LEPTOSPIROSE

CHOVEU? CUIDADO COM A LEPTOSPIROSE

Quem já teve contato com água de enchente sabe que a leptospirose é um risco eminente. No verão e no outono, devido ao clima quente e com alto índice de chuva, a doença se prolifera mais facilmente.

Mas você sabia que a doença também pode afetar os animais?

ENTENDA A DOENÇA

Existem vários subtipos de leptospirose, já que a bactéria pode se alojar no organismo de diversos animais. Porém, o rato é o principal transmissor porque seu subtipo é o mais comum. Apesar de transmitir a doença, o rato não contrai a leptospira e, apesar de infectado, fica assintomático.

A doença está associada à enchentes, alagamentos e ambientes aquáticos em geral porque o rato infectado urina na água, contaminando-a proliferando a doença. A bactéria é muito sensível e não sobrevive em ambientes secos.

Mas as enchentes não são a única maneira de transmissão da doença, qualquer contato com a urina ou com ratos contaminados pode transmitir a doença. Por isso, cuidado redobrado se você tem em casa animais no quintal ou os famosos “caçadores” que não podem ver um bichinho por aí que já querem colocar na boca.

PREVENÇÃO

A doença é séria e pode levar o animal a óbito, além de que o pet contaminado pode transmitir a doença para seres humanos e outros animais.

A melhor maneira de prevenir a doença é a vacinação. As doses devem ser aplicadas regularmente a cada 6 meses, de acordo com o cronograma de vacinação. Além disso, evitar que seu animal tenha contato com ratos é essencial. Dedetizar sua casa pode ajudar no combate a doença.

SINTOMAS 

A doença não chega a ter sintomas característicos e cada animal contaminado pode reagir de forma diferente. Mas se o seu pet apresentar os seguintes sintomas, fique ligado! 

  • Mucosas amareladas nos olhos e gengivas;
  • Falta de apetite;
  • Vômito;
  • Urina fortemente amarelada e ou com sangue;
  • Febre; 

Se seu pet teve contato com água de enchente ou com rato, leve-o para o veterinário! A única maneira de diagnosticar o animal infectado é através de exame de sangue e urina. 

Está desconfiado que seu pet pode estar contaminado ou quer prevenir a doença? Traga-o para o Hospital Popular de Medicina Veterinária!

Unidade Padre Miguel:
Rua Professor Clemente Ferreira, 06

Unidade Campo Grande:
Avenida Cesário de Melo, 3826