Dia Mundial do animal selvagem: conscientize-se você também!

Dia 03 de março foi estipulado pela ONU como o Dia Mundial da vida selvagem. O objetivo desta data é celebrar a fauna e a flora do planeta e conscientizar a todos sobre o tráfego e a extinção dos animais.

Por isso, conversamos com o nosso veterinário Rafael Torres (CRMV-RJ 9264), especialista em animais silvestres para falar sobre o assunto.

“Assim como nos animais domésticos a agilidade no socorro ao animal selvagem é fundamental para um melhor prognostico. Infelizmente, como a maioria dos animais são adquiridos de forma ilegal e, muitas vezes, não existe registro, os tutores tem medo de levar esse animal para atendimento”, explicou o veterinário.

Além disso, existem animais legalizados ou os que não necessitam de legalização, como calopsitas, coelhos e algapornes e, ainda assim, as pessoas ficam receosas em procurar o veterinário por achar que vai ser difícil conseguir atendimento e só levam quando o animal está bem ruim, o que diminui as chances de sucesso no atendimento.

Vale ressaltar que o interesse dos médicos veterinários é o mesmo do tutor: a recuperação do animal. Por isso, se você tem um animal em casa precisando de atendimento, não hesite em buscar atendimento especializado.

Precisando de atendimento especializado em silvestres? Já sabe!
Traga-o para um consulta no Hospital Popular Veterinário.

Central de Atendimento: 3180-0154
Rafael Torres aproveitou para explicar que os animais silvestres como um todo, mas especialmente as aves, costumam mascarar os sintomas. Por isso, é muito importante que ao notar qualquer comportamento diferente no seu animal, leve-o ao veterinário.

“Por mais mansos que os animais silvestres sejam eles não tem o mesmo grau de domesticação que os cães e gatos para mostrar sintoma. Principalmente porque eles ainda tem muito instinto de vida selvagem, onde quem manifesta que não está bem, acaba sendo predado”, contou o veterinário.

E, por último um alerta: seu animal silvestre também precisa de consultas de rotina. Não deixe para levar ao veterinário somente quando ele estiver com um quadro grave.

Unidade Padre Miguel:
Rua Professor Clemente Ferreira, 06

Unidade Campo Grande:
Avenida Cesário de Melo, 3826