castracao-hpmv

PIOMETRA: O QUE É A DOENÇA E COMO PREVINIR SEU PET

Você já ouvir falar em Piometra? Sabe como prevenir sua cadelinha dessa doença? Se não sabe, não tem problema! Nossa Cirurgiã Veterinária Carla Rodrigues (CRMV-RJ 13405) explicou tudo para a gente.

 

ENTENDA O CASO

“A Piometra é uma infecção uterina grave de origem bacteriana que ocorre em cadelas e gatas e, se não tratada, pode levar a choque séptico e morte. A doença acontece durante o final do ciclo reprodutivo, na fase da liberação do hormônio progesterona, geralmente de 1 a 2 meses após o cio da cadela. Esse hormônio tem como responsabilidade: aumentar as secreções das glândulas uterinas, inibir as células de defesa no útero para que não ataquem os espermatozoides, evitar a contração do músculo uterino e manter a porção final do útero fechada. Tudo isso é necessário para manter a gestação nas cadelas que cruzaram e foram fecundadas. Porém, quando não há gestação, essas alterações uterinas levam ao acúmulo de secreções dentro do útero que, sem células de defesa para proteção, se tornam mais suscetíveis a infecções.” Explica Carla.

A doença é mais comum em cadelas do que em gatas, dado que há diferença em seu ciclo reprodutivo. Não existe idade para o aparecimento da Piometra, pois por se tratar de uma infecção, pode ocorrer desde o primeiro cio da cadela ou da gata. Porém, são mais comuns após sucessivas estimulações hormonais.

 

SINTOMAS

  • Perda de apetite
  • Prostração
  • Febre
  • Emagrecimento
  • Maior ingestão de água
  • Desidratação
  • Vômito e diarreia
  • Distensão abdominal
  • Secreção vaginal com pus ou sangue (depende se a parede muscular que divide o útero da vagina, está aberta ou não).

Alguns pacientes podem inclusive se encontrar em choque, com baixo nível de consciência, pressão baixa e respirando mal, e necessitam de atendimento clinico emergencial!

 

TRATAMENTO E PREVENÇÃO

O tratamento da piometra se inicia com administração de soro intravenoso, oxigenoterapia, antibióticos de largo espectro, analgésicos e controle da temperatura e pressão da paciente. Porém, o tratamento definitivo é cirúrgico. Ou seja: a castração da fêmea (remoção do útero e dos ovários) assim que a paciente estiver estabilizada.

“A única forma de prevenção da piometra é a castração precoce das fêmeas quando não há interesse reprodutivo, pois assim as pacientes não sofrerão mais influência do seu ciclo reprodutivo. A castração precoce, antes ou logo após o primeiro cio, é a melhor forma de prevenção desta e de outras doenças que acometem as cadelas e gatas – além de também aumentar a expectativa de vida.

Vale lembrar ainda que as injeções de anticoncepcionais não são indicadas para o controle reprodutivo da fêmea, pois também predispõem ao aparecimento de tumores de mama e da piometra, mesmo após uma única aplicação.” Informa Carla.

Aqui no Hospital Popular Veterinário realizamos também esta cirurgia. Por isso, se eu pet apresentar qualquer um desses sintomas, traga-o para uma avaliação cirúrgica que o cirurgião saberá o tratamento adequado para seu pet.

E lembre-se! Castrar é um ato de amor!
Já conhece o nosso Programa de Conscientização Sobre Castração? Não? Então clique aqui e saiba mais!